sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Opus 62 Tripel

No dia 11/11 fizemos a brassagem de nossa 62a cerveja, a segunda tripel que fizemos.
A outra tripel foi realizada em parceria com o Max Traíra Prujansky, e fez um grande sucesso na Brasil Brau deste ano.
Aquela tripel tinha características que a aproximaram bastante da tripel da Chimay, e desta vez procuramos fazer uma tripel mais parecida com a Karmeliet, nossa tripel favorita. Mas por coincidência, o fermento utilizado nesta tripel é o da Chimay, o wyeast 1214, enquanto da outra vez utilizamos o T-58.
A Karmeliet é uma tripel bem clara, com presença marcante da aveia e com especiarias, em especial o coentro, que conferem um sabor bem refrescante. Além disto, ela tem uma lupulagem considerável.
Falando em lúpulo, resolvemos utilizar o Styrian Goldings que o Murilo trouxe da Inglaterra, e para nossa surpresa, ao abrir o pacote, descobrimos que os lúpulos não eram pellets e sim flor. O lúpulo em flor é especialmente interessante para as adições de aroma, justamente o uso que demos a ele.
Como o clima começou a esquentar aqui em Floripa, já estava na hora de reativarmos a fermentação com temperatura controlada, utilizando nosso freezer velho para fermentar as cervejas.
A receita da outra tripel já foi descrita no blog, segue abaixo a receita desta nova tripel.

Opus 62 Tripel

7,00 kg Pilsen 58,33 %
2,50 kg Trigo 20,83 %
1,50 kg Aveia 12,50 %
1,00 kg Açúcar 8,33%

30,00 gm Magnum [14,00 %] (60 min) Hops 24,1 IBU
15,00 gm Styrian Goldings [5,40 %] (15 min) Hops 3,1 IBU
15,00 gm Styrian Goldings [5,40 %] (0 min) Hops -

15g Coentro (5min)

Mostura:
30min 50C
120min 65C
30min 70C
15min 77C

Fermento: wyeast 1214

OG estimada: 1,078
OG medida: 1,075
FG estimada: 1,020
Amargor: 27,1 IBU

Veja abaixo algumas fotos:


Depois da última adição de lúpulo, a 0min e já com o chiller na panela.


Detalhe do lúpulo na panela... coisa linda né ô?


É uma pena estas flores tão bonitas virarem trub após a brassagem.


A fermentação começou a 19C... depois de 3 dias irá para 22C.


Coisas estranhas acontecem nas madrugadas do Campeche...


No final de semana passado eu e a Rosi fizemos umas mudanças na cervejaria. Ficou bem melhor!


Aproveitamos para fazer o starter de um fermento que estava adormecido no nosso freezer, o wyeast 3944, da Hoegaarden, que já utilizamos em algumas levas... os bichinhos acordaram com uma fome!! Se alguém precisar de fermento para wit entre em contato, tá sobrando!!

5 comentários:

Rodrigo Campos disse...

Oi Marco,

Fiquei com água na boca! Lá na Brasil Brau eu tive a oportunidade de provar aquela maravilhosa tripel que vocês fizeram. Será que consigo provar desta também?

Te enviei um e-mail com as fotos. Você recebeu?

Grande abraço.

Ricardo Panarotto disse...

se tiver pronta leva essa p/ a próxima reunião da Acerva, a Karmeliet é minha tripel favorita, abraço

gilberto disse...

migos, essa receita foi para um total de quantos litros?
Abraço
Giba
www.conscerva.blogspot.com

Marco Zimmermann disse...

Gilberto,
Nós iniciamos a fervura com uns 44L, mas no final temos uns 35 litros.

JB disse...

ola, parabens pelo trabalho, aqui estou atras de lupulos em flor (fresco) sabe onde acho?
obrigado
Mariano